Artigo

User Behavior: Inimigo ou Aliado? Entenda como Ele Pode Funcionar ao seu Favor

A personalização eficaz de usuários e melhoria da experiência, são vantagens. Automações e violações de políticas podem prejudicar, e muito, a sua estrutura.

A plataforma Meta coleta todos os comportamentos e atividades de seus usuários (curtir, postar, atualizar, compartilhar fotos, comentar, criar páginas ), todas as informações de conta e perfil (senhas, status da conta, família, amigos, aniversários, etc. ) e informações de computador e celular (horários locais, fingerprint de dispositivos, localização GPS, e IP).

Com os dados coletados, um “Gráfico Comportamental” é criado. Essas meta-estruturas visualizam como tudo funciona. Gerando um grande “mapeamento global de todos e de como eles estão relacionados”.

Esta prática é conhecida como User Behavior (Comportamento do usuário) ou BehaviorID (ID de comportamento) desempenha um papel crucial no marketing digital e na publicidade online. No entanto, ele joga nos dois times – pode ser tanto um aliado valioso quanto um inimigo temido. Neste artigo, exploraremos como o comportamento do usuário pode funcionar a seu favor ou prejudicar sua estratégia de marketing digital, com foco nos padrões do Facebook.

O User Behavior como seu Aliado

Uma inteligência tão poderosa que analisa o comportamento dos usuários dentro do Facebook, nos mínimos detalhes, e que realiza o armazenamento e o processamento destes algoritmos que são capazes de encontrar padrões para desenvolver representações de como os usuários se comportaram no passado, e previsões de como os mesmos poderão se comportar no futuro.

Estes pontos tornam fatores positivos para o anunciante, no sentido de incentivar as pessoas a serem mais previsíveis em termos de algoritmos e comportamento. Podendo distribuir campanhas e projetar estratégias de vendas e entregas baseadas nas informações dos usuários, como:

  1. Personalização Eficaz: O Facebook, Google e outras plataformas de publicidade usam dados de comportamento do usuário para personalizar anúncios. Isso permite que você direcione anúncios relevantes para públicos específicos, aumentando a eficácia das campanhas.
  2. Melhoria da Experiência do Usuário: Quando o comportamento do usuário é usado para adaptar a experiência online, isso pode criar um ambiente mais agradável para o seu público, aumentando a satisfação do usuário.
  3. Otimização de Conversões: Entender como os usuários interagem com seu site e anúncios pode ajudar a otimizar conversões. O Gerenciador de Anúncios do Facebook, por exemplo, fornece insights valiosos sobre onde os usuários abandonam o funil de conversão.
  4. Campanhas de re-marketing: Anúncios personalizados incentivam os usuários a retornar e concluir uma ação, seja ela uma compra, uma inscrição ou qualquer outro objetivo desejado.

O User Behavior como seu Inimigo

A partir do momento que o algoritmo entende exatamente quais são os padrões de comportamento de pessoas “comuns”, qualquer atividade que fuja desse padrão se torna suspeita automaticamente. Esse é exatamente o motivo que torna complexa a criação de novos perfis e contas de anúncios. Por isso, recomendamos, desvie-se de modelos de esteira de aquecimento, criação e aquecimentos de novos perfis de forma automática:

  1. Comportamento de Usuários Suspeitos: O estudo de comportamento detecta em poucos minutos de uso um usuário que foge dos “padrões”. Rolagens, automações e tutoriais com passo a passo detalhado de esteira de aquecimento podem prejudicar gravemente suas contas de anúncios no Facebook.
  2. Não seja um robô-humano: Você precisa transparecer ser um usuário qualquer que está conhecendo a plataforma. Continue navegando sites externos, e observando conteúdo em grupos, feed, pedindo informações no marketplace e interagindo no Messenger com estas ou outras pessoas
  3. Type pattern: Os padrões de digitação, toques na tela também são fatores que estruturam o comportamento de usuário. Por tanto, evite utilizar “digitadores automáticos” de navegadores e extensões que não driblem este estudo – O navegador Lauth possui a “cópia de texto inteligente” que reliza este trabalho com efetividade.

Conclusão:

O comportamento do usuário é um recurso poderoso para as plataformas e para o marketing digital. Quando usado de maneira eficaz, ele pode ser um aliado valioso, ajudando a direcionar anúncios, otimizar conversões e melhorar a experiência do usuário permitindo a criação de estratégias mais eficazes e personalizadas.

No entanto, é importante estar ciente da importância de evitar o deslize para padrões automatizados e violações de políticas, e não ser pego durante a criação de novas contas pela inteligência que é projetada especialmente para monitorar os padrões de comportamento cotidianos.

Compartilhe este post:

LEIA MAIS

Outros artigos

HELPDESK & SUPORTE

Precisa de ajuda?

Acesse nossa central de ajuda com artigos detalhados sobre as principais questões relacionadas ao Lauth, ou entre em contato com nosso time de suporte 😉